Vídeo mostra momento do acidente de trem que deixou 78 mortos na Espanha

Meio Norte | Cadastrada em: 25/07/2013 às 13:14:08 | Atualizada: 25/07/2013 ás 13:14:08

O excesso de velocidade em uma curva da trilha está sendo apontado como a principal causa do acidente

Vídeo mostra momento do acidente de trem que deixou 78 mortos na EspanhaVídeo mostra momento do acidente de trem que deixou 78 mortos na Espanha

Um vídeo captado pelas câmeras de segurança mostra imagens do exato momento em que o trem descarrilha próximo à estação de Santiago de Compostela, na Espanha. Segundo os meios locais, não foi possível comprovar a origem da gravação. Um dia após o acidente, que deixou ao menos 78 mortos e 143 feridos, o chefe do governo regional da Galícia decretou nesta quinta-feira sete dias de luto pelas vítimas. É a pior tragédia de trem no país desde 1944.

O excesso de velocidade em uma curva da trilha está sendo apontado como a principal causa do acidente. Autoridades informaram que no momento do impacto o trem estava a 220 km/h, embora a velocidade máxima neste ponto seja de 80 km/h, pois é o local de entrada na estação de Santiago. De acordo com o “El País”, um maquinista, que ficou ferido, reconheceu que a composição estava a 190 km/h antes de sair dos trilhos.

O presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, que nasceu em Santiago de Compostela, e o rei Juan Carlos manifestaram solidariedade aos familiares das vítimas.

- Quero expressar meu carinho e solidariedade às vítimas do terrível acidente de trem em Santiago - afirmou Rajoy, que viajou ao local do acidente nesta quinta-feira.

Já o monarca escreveu uma carta na qual expressa suas condolências e descreveu a tragédia de lamentável, que “nos comove e nos enche de dor e de tristeza”.

O trem transportava 218 passageiros, além da tripulação. Em relação aos feridos, o presidente da Xunta da Galícia, Alberto Núñez Feijóo, garantiu que a maioria está fora de perigo. Médicos e enfermeiros que estavam em greve foram ao Hospital Clínico de Santiago e ao centro de atenção aos familiares das vítimas para oferecer ajuda.

De acordo com bombeiros, a prioridade foi retirar os sobreviventes dos vagões, alguns em chamas no momento do socorro. Testemunhas dizem que uma imensa coluna de fumaça se formou no local, após uma explosão.

Autoridades ainda apuram as razões do acidente, mas descartaram, em um primeiro momento, a possibilidade de atentado terrorista. O descarrilamento ocorreu em Angrois, uma zona de entrada para a Santiago de Compostela. Seis vagões ficaram virados para um lado e outros quatro para o outro e um teria voado a 15 metros de distância.

Melhor visualizado 1024x768